Contato: (65) 3336-1526 | 3336-2348
3336-2461 | 3336-1722 | 3336-2461 | 99932-5899
99927-0835(Whatsapp)



Horário de Atendimento: Das 07h às 12h
Segunda a Sexta

O Cartorio

Conheça o Cartorio

Saiba tudo sobre nossos

Link Úteis

CONSULTA DE SELOS DIGITAL
TJMT
CNJ
IRIB
ANOREG/BRASIL
ANOREG/MT
CEI
INCRA
INTERMAT
IBAMA
RECEITA FEDERAL
SEFAZ
SEMA

PROCURADORA FEDERAL MINISTRA CURSO SOBRE COBRANÇA DE DÍVIDA ATIVA NA ANOREG/MT

Palestrante

O protesto é um meio de dar agilidade e efetividade à cobrança da dívida ativa, bem como evitar o ajuizamento de mais execuções fiscais, contribuindo para reduzir a taxa de congestionamento de processos no Poder Judiciário. A publicação da Lei 12.767/2012, que incluiu o parágrafo único do art. 1º da Lei 9.492/1997, conhecida como a Lei de Protestos e Títulos, pôs fim às discussões sobre a possibilidade de protesto de Certidões de Dívida Ativa dos entes públicos, suas autarquias e fundações.

Com o objetivo de esclarecer aos tabeliões e servidores dos cartórios sobre como é confeccionada uma certidão de dívida ativa a Procuradora Federal Solange de Holanda Rocha ministrou no último sábado (17) o curso sobre Cobrança de Dívida Ativa. O evento foi realizado pela Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (Anoreg/MT) .

Conforme a palestrantes, o encontro também foi uma oportunidade de esclarecer os créditos de natureza tributária e não tributária. “Porque nós na procuradoria federal, o órgão onde atuo, trabalhamos principalmente com créditos não tributários e muitas vezes isso suscita muitas duvidas porque a maioria das pessoas está acostumada a trabalhar com cobrança de tributos. Então eu também quero trazer esses esclarecimentos para a gente possa a partir de então ter uma noção bem clara da distinção desse tipo de crédito e da forma que a fazenda publica de um modo geral atua para a emissão de divida ativa”. Comenta.
SAM_4428

Para a presidente da Anoreg/MT, Maria Aparecida Bianchin Pacheco, o evento é um momento importante de capacitação dos cartórios. Ela ressalta as centrais que estão interligadas em nível nacional quando não há o pagamento da dívida nos três primeiros dias quando o devedor é intimado pelo tabelião de protesto.

O devedor fica efetivamente protestado, vai para o banco de informações que é consultado pela população em geral, comércios e órgãos públicos. A pessoa na verdade fica impossibilitada a qualquer tipo de crédito por seu nome está negativado em nível nacional.

“Desde 2012 temos a possibilidade estabelecida em lei federal que pode ser exercida plenamente pelas procuradorias que fazem cobrança. Os cartórios estão preparados com centrais eletrônicas de distribuição e de protesto. É importante que possa divulgar essa possibilidade juntos aos órgãos que tem poder de cobrança dessas certidões de dívidas ativas”. Comenta a presidente da Anoreg/MT.

O protesto está comprovado que é uma eficiente ferramenta de cobrança além de constituir modo devedor, interromper o prazo de prescrição e está estipulado na lei federal segundo diz a diretora de protesto da Anoreg/MT, Velenice Dias de Almeida e Lima. “Atualmente tem em Mato Grosso 78 tabelionatos de protesto, um em cada comarca. É eficiente os serviços desses cartórios visto que temos 30% de recebimento em três dias úteis”. Finaliza.

© 2017,  Rua Sebastião M Régis - Diamantino - MT- Cep:78400-000
Telefones: 65-3336-1526 | 3336-2461 | 3336-1722 | 3336-2348 | 3336-2461 Celular: 65-99932-5899 | 99927-0835(Whatsapp)
Veja onde estamos localizados
×

Olá!

Seja bem vindo ao nosso site, se tiver alguma duvida entre em contato conosco pelo WhatsApp que estaremos te auxiliando.

Clique no contato abaixo.

×