Contato: (65) 3336-1526 | 3336-2348
3336-2461 | 3336-1722 | 3336-2461 | 99932-5899
99927-0835(Whatsapp)



Horário de Atendimento: Das 09h às 17h
Segunda a Sexta

Link Úteis

CONSULTA DE SELOS DIGITAL
TJMT
CNJ
IRIB
ANOREG/BRASIL
ANOREG/MT
CEI
INCRA
INTERMAT
IBAMA
RECEITA FEDERAL
SEFAZ
SEMA

O Cartorio

Conheça o Cartorio

Saiba tudo sobre nossos

PJMT investe em segurança para internet

É cada vez maior e mais freqüente a quantidade de páginas criadas na rede mundial de computadores. Com elas, as inúmeras propagandas e facilidades para compras on-line e, conseqüentemente, o risco que permeia esses sites com produtos e preços um quanto tanto atrativos. É preciso muita cautela ao inserir dados pessoais no ato de qualquer compra, inclusive aqueles relacionados ao cartão de crédito.

 

Uma série de ferramentas, softwares são criados constantemente para melhorar a experiência dos usuários na internet. No Poder Judiciário não é diferente. A equipe de Segurança da Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTI) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) trabalha intensamente para manter a segurança de seus clientes (público interno e externo), que utilizam diariamente os servidores do judiciário.

 

O gerente de segurança da CTI, Danilo Carvalho deu dicas importantes com relação aos cuidados que se deve ter ao utilizar a internet, principalmente com relação a sites de compras. Ele informou também que, principalmente no âmbito do Poder Judiciário, por mais que se invista fortemente em segurança da informação não há uma solução que abranja 100% dos casos, principalmente porque há os 0day ou zer-day (novas ameaças, brechas graves de segurança encontradas) e as vulnerabilidades dispostas na internet.

 

“O Poder Judiciário possui um monitoramento contínuo com ferramentas que nos alertam tanto com anomalias de rede, como qualquer incidente de segurança. É um trabalho sempre evolutivo e são melhorados continuamente para oferecer recursos sobre quais e que nível de incidentes. Os relacionados a cartão de crédito são muito críticos para nós”, disse.

 

Por vezes os mecanismos internos de segurança do judiciário tentam mapear e bloquear automaticamente esses sites que são bastante suspeitos e que têm reputação baixa na internet, de forma que os usuários não sejam expostos a esses endereços eletrônicos. “Portanto é impossível uma solução que consiga mapear todos esses sites em nível mundial que possam oferecer riscos e que surgem o tempo inteiro, diariamente. Mas existe aqui sim uma sala de monitoramento para que as suspeitas e incidentes, concretos ou não, sejam monitorados e acompanhados sempre que possível”, complementou.

 

Danilo alertou também quanto ao uso de pendrives nos computadores das unidades judiciárias. Por mais que o tribunal disponha de ferramentas de antivírus e estratégias de proteção a essa rede, quando um pendrive ‘externo’ é inserido em uma máquina é scaneado pela solução de antivírus, que é muito madura e com referência de nível mundial. “Porém, precisamos fomentar que ela não pode ser usual, porque por mais que tenhamos mecanismos de segurança, não protege 100% dos casos. Então aquele ponto específico do usuário que utiliza mecanismo repetidas vezes está sujeita a ameaça ainda não mapeada pela solução de antivírus”, acrescentou.

 

Confira algumas dicas importantes sobre segurança ao fazer compras pela internet, com transações com cartão de crédito:

 

– sempre observar o ‘cadeado verde’ que fica no canto superior esquerdo do navegador, ao lado do endereço;

 

– checar quanto à confiabilidade do endereço em que fará a compra;

 

– sempre que possível, optar por uma transação feita por um terceiro componente de pagamento, que são os sites conhecidos como PayPal, Mercado Pago, PagSeguro. São páginas que fazem a transação com os sites de destino e assim não é preciso inserir seus dados pessoais e do cartão diretamente onde efetuar a compra. É uma estratégia de segurança, como um ponto único por onde suas transações vão passar e são mais fáceis de ser monitoradas;

 

– evitar cadastrar os dados de cartão de crédito em sites que pedem essas informações antes mesmo de efetuar a transação;

 

– utilizar serviço de envio de serviços de mensagem por smarthphone (SMS) ou e-mail que as operadoras de cartão de crédito usam como alertas para monitoramento das compras e transações, sempre que elas são realizadas;

 

– suspeitar de ligações de empresas que solicitam dados específicos de cartão de crédito, como código de segurança, data de nascimento;

 

– atenção para sites de compras muito atrativos, com descontos elevados. Checar a reputação da página, observar o endereço, fazer uma busca rápida na internet sobre a reputação desse endereço antes de efetuar a compra. Observe o que os usuários acham desse destino que você está pretendendo fazer qualquer tipo de aquisição;

 

Com essas dicas é possível evitar grandes transtornos, como a utilização por terceiros do seu cartão de crédito em qualquer parte do país ou do mundo (no caso de cartão internacional) e até mesmo golpes por ligação via telefone, fixo ou móvel.

 

Danilo Carvalho salienta a importância da consciência do usuário em adotar essas medidas de segurança quando utilizar o ambiente virtual. Para isso a Gerência de Segurança da TI está trabalhando em renovação de política de segurança para o Poder Judiciário de Mato Grosso, que leva em consideração as novas tecnologias e as novas ameaças.

 

“Vão se elaborando políticas para se chegar ao nível de conscientização desses usuários. Estamos pensando, inclusive em ações de conscientização, seja por email ou por meios mais diretos de contatos com servidores para que a gente consiga conscientizá-los que eles são importantes nessa defesa, nessa proteção da rede. Eles são o principal elo de toda cadeia, pois eles são expostos”, finalizou.

 

FONTE: tjmt.jus.br/noticias/51982#.Wq-r5WrwaUk

© 2017,  Rua Sebastião M Régis - Diamantino - MT- Cep:78400-000
Telefones: 65-3336-1526 | 3336-2461 | 3336-1722 | 3336-2348 | 3336-2461 Celular: 65-99932-5899 | 99927-0835(Whatsapp)
Veja onde estamos localizados